Matérias
Mundo

“Tentativa fracassada de golpe”: Operação que mirou Bolsonaro foi destaque em jornais de todo o mundo

Os jornais destacaram a tentativa de golpe e esquema de espionagem envolvendo o ex-presidente e seus aliados.

Escrito por
Redação
February 9, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

A operação da Polícia Federal realizada nesta quinta-feira (08) na residência em Angra dos Reis onde o ex-presidente Jair Bolsonaro passa férias é uma das notícias de maior repercussão em muitos dos grandes veículos de imprensa de todo o mundo.

O tema é um dos principais assuntos do caderno internacional do The New York Times. O jornal norte-americano escreveu que Bolsonaro “supervisionou uma ampla conspiração para se manter no poder independentemente dos resultados das eleições de 2022” e ainda mencionou a tentativa de “prender um juiz da Suprema Corte e convocar novas eleições depois que ele perdeu”.

Leia Também

O meio ainda mencionou “assessores, ministros e líderes militares” aliados do ex-presidente para uma articulação que previa “minar a fé da população brasileira”, incluindo “espalhar desinformação sobre fraude eleitoral”.

O jornal britânico The Guardian recordou que “o populista de 68 anos [Bolsonaro]” já é alvo de uma série de investigações desde 2019, quando iniciou seu mandato, e chegou a exemplificar sobre sua política de gestão frente à pandemia de covid-19 no Brasil “que matou mais de 700 mil brasileiros”, além de sua influência na promoção dos ataques bolsonaristas aos Três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro de 2023.

Já o jornal espanhol El País citou o filho do principal alvo da operação, Carlos Bolsonaro, para contextualizar que, em menos de duas semanas, o ex-presidente teve a “porta de casa” batida novamente pelos agentes da PF. E desta vez, pelo motivo do que o veículo já julgou, sem o uso do termo “suposto”, como sendo uma “tentativa fracassada de golpe após a derrota eleitoral”.

A rede de televisão multi-estatal para América, Telesur reproduziu as palavras do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que afirmou nesta quinta-feira que a tentativa de golpe “não teria acontecido sem ele [Bolsonaro]”.

'Bolsonaro comandou conspiração para se manter no poder', diz o jornal norte-americano The New York Times. "O clã Bolsonaro na mira da Justiça" foi o título escolhido pelo jornal francês Le Monde para tratar a investigação da PF na reportagem. O teor da matéria se concentrou na suspeita de que a Abin teria utilizado o software israelense First Mile para espionar centenas de figuras políticas e públicas, por ordem do ex-presidente e de seus filhos.

Na Coreia do Sul, uma das principais agências sul-coreanas, a Yon Hap News, também deu a notícia. O portal apresentou os estágios da operação da PF envolvendo Bolsonaro e seus aliados, e destacou o panorama geral das investigações mencionando a condição de inelegibilidade do ex-presidente, que está atualmente "desqualificado" para concorrer à presidência por oito anos por "abuso de poder" e por "espalhar suspeitas infundadas sobre o sistema eleitoral".

Operação Tempus Veritatis

O dia amanheceu com os agentes da Polícia Federal atrás do ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL), na cidade carioca de Angra dos Reis, que cumpriam pedidos de busca e apreensão e prisão preventiva no âmbito da Operação Tempus Veritatis, desencadeada nesta quinta-feira (08/02).

A ordem judicial de 134 páginas proferida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e um dos alvos do esquema ilegal de espionagem da Abin, teve como objetivo principal apurar um suposto esquema de organização criminosa que teria sido trabalhado por dezenas de aliados do ex-presidente, e possivelmente pelo próprio ex-presidente, em uma tentativa de golpe e abolição do Estado Democrático de Direito brasileiro.

A operação, que foi criticada por Bolsonaro como “uma perseguição implacável”, saiu do eixo nacional e foi destaque do noticiário internacional, incluindo os veículos de maior relevância.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas