Matérias

Após polêmicas do 'Sou Manaus', Osvaldo Cardoso é exonerado da Manauscult

A Prefeitura não informou o motivo do afastamento de Cardoso

Escrito por
Letícia Misna
December 22, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos de Manaus (Manauscult), Osvaldo Cardoso, foi exonerado do cargo, conforme publicado no Diário Oficial do Município (DOU), publicado na quinta (21) e divulgado hoje (22).

O secretário havia assumido a pasta em abril de 2023, no lugar de Alonso Oliveira (Avante), que deixou o posto para dedicar-se à carreira de vereador.  

“Uma das áreas da prefeitura que mais avançamos foi a cultura, o turismo está avançando também, o ex-secretário Alonso entregou uma pasta muito bem organizada, muito bem estruturada e eu tenho certeza de que com a expertise, com a experiência e com a capacidade que o Osvaldo tem, ele vai continuar fazendo um bom trabalho e nós vamos buscar poder ampliar o que já foi feito nesses dois primeiros anos com relação ao turismo e também a cultura na cidade de Manaus”, afirmou o prefeito David Almeida no dia da nomeação do novo diretor-presidente.

No documento, a Prefeitura de Manaus também indicou o sucessor interino de Osvaldo: Reginei Rodrigues, ex-presidente da Escola de Samba Reino Unido da Liberdade, e atualmente diretor de Departamento de Grandes Eventos da Manauscult.

O executivo municipal não informou o motivo do afastamento de Cardoso.

POLÊMICAS

A passagem, de apenas oito meses, de Osvaldo Cardoso pela Manauscult foi marcada por polêmicas, como o #SouManaus (Passo a Paço).

O evento, que tem a premissa de ser gratuito, em sua mais recente edição contou com áreas pagas. Houve ainda a ação que garantia pulseiras de acesso ao público apenas perante a troca de 30 garrafas PET (por pessoa), e que, após a repercussão negativa, foi acrescentada a opção de troca por alimentos não perecíveis. Os pontos de troca ficavam nas sedes do supermercado Nova Era.

Outra questão foram os contratos dos patrocinadores e dos artistas do festival, que não tiveram sua transparência esclarecida, principalmente o contrato milionário do DJ David Guetta.

O Diário da Capital recebeu informações de uma pessoa ligada à Manauscult, que preferiu não identificar-se, de que Cardoso teria acabado com o dinheiro da secretaria ainda durante o #SouManaus, não sobrando nada para destinar aos editais de fomento à cultura da cidade.

PRONUNCIAMENTO

Na manhã desta sexta (22), Cardoso publicou um pronunciamento sobre a exoneração em suas redes sociais, destacando seus feitos pela secretaria e agradecendo ao prefeito David Almeida.

“O sentimento é de dever cumprido nessa missão, 8 meses de muito trabalho, aprendizagem e de grandes feitos (...). Passamos pelo Sou Manaus, evento esse que criou um divisor de águas na história da nossa cidade, captou os olhos do mundo para Manaus indo parar na Times Square. (...) Agradecer ao prefeito @davidalmeidaam e ao vice prefeito @marcosrottaoficial , pela confiança e oportunidade”, disse.

Ele finalizou desejando sucesso aos novos gestores e dizendo que a porta de seu gabinete continuará aberta para todos.

No items found.
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado