Matérias
Ciência e Tecnologia

Após inúmeras críticas, Musk amplia limite de leitura do Twitter

À medida temporária, segundo Musk, é uma forma de lidar com 'níveis extremos' de raspagem de dados por robôs.

Escrito por
Rhyvia Araujo
July 1, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>O bilionário Elon Musk virou o Twitter de cabeça para baixo neste fim de semana – e não é à toa. Após receber uma enxurrada de críticas, o dono do Twitter anunciou uma mudança no limite diário de leitura de posts na rede social. Agora, contas não verificadas, por exemplo, poderão ler até mil tuítes por dia, 400 a mais que o previsto inicialmente.</p>

<p>Horas depois da atualização, o bilionário ironizou as críticas e vangloriou o alcance da postagem. "Em mais um exercício de ironia, este post atingiu um recorde de visualizações!", disse Musk sobre o tuíte em que anunciou as novas limitações.</p>

<!-- wp:embed {"url":"https://twitter.com/elonmusk/status/1675390796718014464","type":"rich","providerNameSlug":"twitter","responsive":true,"align":"center"} -->

<figure class="wp-block-embed aligncenter is-type-rich is-provider-twitter wp-block-embed-twitter"><div class="wp-block-embed__wrapper">

https://twitter.com/elonmusk/status/1675390796718014464

</div><figcaption>Reprodução: Twitter</figcaption></figure>

<!-- /wp:embed -->

<p>Em uma tentativa de explicar a mudança, Musk fez uma publicação afirmando que os usuários do Twitter são viciados na rede e seu objetivo é fazer com que eles saiam das telas. "Estou fazendo uma boa ação para o mundo aqui", diz o tuíte. “Precisamos sair”.</p>

<!-- wp:embed {"url":"https://twitter.com/ElonMuskAOC/status/1675268446089773056","type":"rich","providerNameSlug":"twitter","responsive":true,"align":"center"} -->

<figure class="wp-block-embed aligncenter is-type-rich is-provider-twitter wp-block-embed-twitter"><div class="wp-block-embed__wrapper">

https://twitter.com/ElonMuskAOC/status/1675268446089773056

</div><figcaption>Reprodução: Twitter</figcaption></figure>

<!-- /wp:embed -->

<p>Os limites de leitura variam de acordo com o status de cada conta e são maiores para pessoas que assinam o "Twitter Blue", conhecidos como "usuários verificados". Agora, com a mudança, os limites de leitura informados pelo magnata são os seguintes:</p>

<p>Contas verificadas: leitura de até 10 mil posts por dia;</p>

<p>Contas não verificadas: leitura de até 1.000 posts por dia;</p>

<p>Contas novas não verificadas: leitura de até 500 posts por dia.</p>

<!-- wp:embed {"url":"https://twitter.com/elonmusk/status/1675260424109928449","type":"rich","providerNameSlug":"twitter","responsive":true,"align":"center"} -->

<figure class="wp-block-embed aligncenter is-type-rich is-provider-twitter wp-block-embed-twitter"><div class="wp-block-embed__wrapper">

https://twitter.com/elonmusk/status/1675260424109928449

</div><figcaption>Reprodução: Twitter</figcaption></figure>

<!-- /wp:embed -->

<p>Segundo o próprio Musk, a medida é temporária e tem como objetivo combater os "níveis extremos" de raspagem de dados no Twitter. Apesar de publicar os novos limites, o magnata não detalhou por quanto tempo eles vão durar, nem adiantou se eles voltarão a ser ampliados.</p>

<p>O anúncio do limite de visualizações teve um efeito cascata e levou o nome do bilionário a ser o assunto mais comentado da rede social em menos de 24 horas. Em segundo lugar, aparecia o termo "RIP Twitter" (descanse em paz, Twitter, em inglês), com usuários lamentando a decisão e decretando a morte da rede social.</p>

<p>Alguns ex-executivos do Twitter também criticaram a decisão. Esther Crawford, que era diretora de gerenciamento de produtos até ser demitida por Musk em fevereiro, tuitou neste domingo: "Arrogância + sem resistência – empatia com o cliente – dados = uma ótima maneira de incendiar bilhões".</p>

<!-- wp:embed {"url":"https://twitter.com/esthercrawford/status/1675235246365880321","type":"rich","providerNameSlug":"twitter","responsive":true,"align":"center"} -->

<figure class="wp-block-embed aligncenter is-type-rich is-provider-twitter wp-block-embed-twitter"><div class="wp-block-embed__wrapper">

https://twitter.com/esthercrawford/status/1675235246365880321

</div><figcaption>Reprodução: Twitter</figcaption></figure>

<!-- /wp:embed -->

<h2>Embate</h2>

<p>As mudanças ocorrem em meio a uma briga entre Elon Musk e os chatbots de inteligência artificial generativa, como o ChatGPT e o Bard, que tiveram um boom de popularidade nos últimos meses e são alimentados por dados raspados da internet.</p>

<p>No caso do GPT-3, base do ChatGPT, são bilhões de textos extraídos de livros e da internet. O sistema, ou modelo, é capaz de notar padrões de associações de palavras na escrita para gerar os novos textos. Ele usa, em parte do processo, o feedback de humanos: pessoas que avaliam as respostas do algoritmo e ajudam a dizer o que está bom e o que não está.</p>

<p>"Quase todas as empresas que usam IA, desde startups até algumas das maiores corporações da Terra, coletam grandes quantidades de dados", escreveu Musk na sexta-feira. "É bastante irritante ter que colocar um grande número de servidores online em caráter de emergência apenas para facilitar a avaliação ultrajante de alguma startup de IA".</p>

<p>O bilionário afirmou, ainda, que a coleta de dados por terceiros no Twitter estava atingindo níveis extremos e prejudicando usuários da plataforma. Um dia antes, na sexta, 30, a rede social passou a bloquear tuítes públicos de pessoas que não estejam conectadas à rede social, numa outra ação para evitar a coleta de informações de seus usuários</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas