Matérias
Amazonas

Após dois anos, Amazonas volta a registrar casos de sarampo; criança de 1 ano está em isolamento

A criança diagnosticada é do município de Manacapuru, e não foi vacinada com tríplice viral, de acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde

Escrito por
Redação
May 25, 2022
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas- Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM), confirma, nesta quarta-feira (25/05), o primeiro caso de sarampo do Amazonas, registrado em Manacapuru (distante 101 quilômetros de Manaus).</p>

<p>Trata-se de uma criança de um ano de idade, sem histórico da aplicação da primeira dose de vacina de tríplice viral, residente da área rural do município. A criança está estável, sem complicações, em tratamento ambulatorial e isolamento social.</p>

<p>Técnicos do Departamento de Vigilância Epidemiológica da FVS-RCP foram deslocados para o município, com objetivo de apoiar a Secretaria Municipal de Saúde de Manacapuru (Semsa/Manacapuru) nas ações de contenção e controle da doença, por meio de busca ativa de novos casos suspeitos e bloqueio vacinal.</p>

<p>O secretário de Estado da Saúde, Dr. Anoar Samad, reforça que os pais devem levar as crianças para tomarem a vacina tríplice viral, bem como os profissionais de saúde também, pois é a única forma de evitar que a doença se propague.</p>

<p>“O sarampo é uma doença potencialmente grave e ao mesmo tempo prevenível, então é dever de todos impedir que tenhamos um novo surto. A rede de vigilância está atenta para identificar possíveis casos suspeitos e providenciar as medidas cabíveis de forma célere”, afirma o secretário de estado de Saúde, Dr Anoar Samad.</p>

<p>O último registro de sarampo no Amazonas foi em 2020 e a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, explica que a doença é infectocontagiosa, podendo agravar.</p>

<p>"Hoje, em plena campanha nacional de vacinação contra a doença, é baixa a adesão da cobertura vacinal pela população, o que possibilita registro de casos. O sarampo pode ser evitado por meio da imunização disponível de forma gratuita na rede de saúde”, avalia a Tatyana.</p>

<p><strong>Monitoramento </strong></p>

<p>Em março, a FVS-RCP emitiu a nota técnica 06/2022 enfatizando o fortalecimento da Vigilância Epidemiológica, em especial a do sarampo, para a identificação de casos suspeitos e confirmados da doença, além de favorecer a tomada de medidas em tempo hábil por parte dos gestores municipais e estaduais de saúde.</p>

<p>A equipe epidemiológica da Semsa/Manacapuru identificou o caso suspeito, notificando de forma imediata à FVS-RCP que confirmou o primeiro caso do estado e comunicou ao Ministério da Saúde.</p>

<p><strong>Campanha contra o Sarampo </strong></p>

<p>Está disponível, desde o dia 4 de abril, por segmento, a campanha de vacinação contra o sarampo. A estratégia está na segunda etapa que se iniciou em 3 de maio e segue até 3 de junho, contemplando crianças de 06 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias).</p>

<p><strong>Referência </strong></p>

<p>A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, que inclui a prevenção de doenças por meio da imunização coordenada, no Amazonas, pelo Programa Nacional de Imunização (PNI/FVS-RCP).</p>

<p>A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Contato telefônico da FVS-RCP (92) 2129-2500 e 2129-2502.</p>

<p></p>

<p>Fonte: <a href="https://www.acritica.com/saude/apos-dois-anos-amazonas-volta-a-registrar-casos-de-sarampo-crianca-de-1-ano-esta-em-isolamento-1.270874" target="_blank" rel="noreferrer noopener">ACrítica</a></p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas