Matérias
Ciência e Tecnologia

Anonymous Sudan alega invasão aos servidores da Microsoft

Grupo hacker afirma ter acessado informações sigilosas de 30 milhões de usuários e oferece venda dos dados.

Escrito por
Thiago Freire
July 4, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>O grupo conhecido como Anonymous Sudan afirma ter invadido os servidores da Microsoft e ter roubado uma mistura de credenciais de acesso e dados pessoais de 30 milhões de usuários. Em uma mensagem divulgada no Telegram, eles afirmam ter "hackeado" a empresa e obtido informações sigilosas, incluindo contas, e-mails e senhas.</p>

<p>Segundo o grupo, eles estão dispostos a comercializar toda a base de dados por US$ 50 mil (cerca de R$ 240 mil em conversão direta). Para provar a invasão, o Anonymous Sudan publicou um documento de texto com uma pequena amostra das credenciais de 100 pessoas. No entanto, a veracidade desses documentos não pode ser comprovada.</p>

<p>De acordo com o site Bleeping Computer, é possível que essa invasão seja uma exploração de vulnerabilidades da Microsoft. No entanto, também existe a possibilidade de os dados terem sido obtidos a partir de bases de dados antigas ou obtidas de serviços terceirizados.</p>

<p>O grupo hacker conduz toda a negociação com possíveis compradores por meio de um bot do Telegram, dificultando o rastreamento dos responsáveis.</p>

<p>Em resposta ao Bleeping Computer, a Microsoft negou ter sido invadida e afirmou: "Não encontramos evidências de que os dados de nossos consumidores tenham sido acessados ou comprometidos", disse um porta-voz da empresa.</p>

<p>O Anonymous Sudan está ligado a grupos de ativistas digitais russos e já assumiu a autoria de ataques de negação de serviço (DDoS) que impactaram os serviços da Microsoft anteriormente. Esses ataques, que consistem em envios massivos de solicitações de acesso, derrubaram importantes plataformas como o Outlook por algumas horas no início de junho.</p>

<p>Na ocasião, a Microsoft destacou que reforçou a segurança em uma camada da Azure Web que foi alvo do ataque, sem mencionar qualquer tipo de invasão aos seus servidores.</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas