Matérias
Economia

Americanas publica edital com relação de credores e confirma entrega do plano de recuperação judicial

Empresa enfrenta dívidas bilionárias e teve nota de crédito rebaixada após pedido de recuperação judicial

Escrito por
Thiago Freire
June 18, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>A Americanas divulgou um comunicado ao mercado informando que publicou um edital contendo a relação de credores do plano de recuperação judicial da empresa e suas subsidiárias, além da confirmação da entrega do plano de recuperação judicial do Grupo Americanas. A lista inclui diversos tipos de débitos, desde pendências trabalhistas até dívidas bilionárias com instituições financeiras.</p>

<p>De acordo com o edital, a empresa possui uma dívida total de R$ 43 bilhões junto aos credores. Entre os valores mais expressivos, estão mais de R$ 4,8 bilhões devidos ao Bradesco, R$ 3,5 bilhões ao BTG Pactual, R$ 3,5 bilhões ao Banco do Brasil, entre outros. A Americanas informou que o edital está disponível para consulta em seu site.</p>

<p>O pedido de recuperação judicial da Americanas foi aceito pela Justiça em 19 de janeiro, após a empresa informar as inconsistências contábeis no valor de R$ 20 bilhões. A medida resultou no rebaixamento da nota de crédito da empresa por agências de classificação de risco.</p>

<p>Em decorrência do pedido de recuperação judicial, a B3 excluiu a Americanas de todos os seus índices de referência, incluindo o Ibovespa, que é o principal indicador da bolsa brasileira. Além disso, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou a criação de uma força-tarefa para analisar o caso em cooperação com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.</p>

<p>Após o pedido de recuperação judicial, houve um bloqueio de valores a pedido do BTG Pactual, que posteriormente foi derrubado por uma decisão judicial.</p>

<p>No último dia 13, a Americanas informou que seus assessores jurídicos apresentaram um relatório com achados preliminares sobre as inconsistências contábeis relatadas pela empresa em janeiro. O documento indicou a ocorrência de fraude.</p>

<p>A empresa afirmou que os documentos analisados demonstram que as demonstrações financeiras da companhia foram fraudadas pela diretoria anterior. Houve ocultação da verdadeira situação do resultado e do balanço patrimonial da empresa tanto do conselho de administração quanto do mercado em geral.</p>

<p>As informações do relatório, juntamente com os trabalhos de refazimento das demonstrações financeiras históricas realizados pela Americanas e seus assessores, revelaram como a fraude ocorria.</p>

<p>A partir desta segunda-feira, começam os prazos legais de 10 dias para que os credores apresentem impugnações à relação de credores e de 30 dias para objeções ao plano de recuperação judicial, que serão analisadas pelo juízo responsável pelo processo.</p>

<p>O caso da Americanas envolve uma série de desdobramentos, desde o anúncio das inconsistências contábeis até o pedido de recuperação judicial e os impactos nas atividades da empresa e no mercado financeiro. A situação continua em andamento e está sendo acompanhada de perto pelos órgãos reguladores e investidores.</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas