Matérias

Amazonense recordista brasileiro viaja para Europa para temporada de treinos e competições

Rumo às Olimpíadas de Paris 2024, Pedro Nunes é apoiado por projeto do Governo do Amazonas

Escrito por
Redação
May 20, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>Selecionado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), o atleta amazonense Pedro Henrique Nunes embarca neste fim de semana para uma temporada de treinos e competições na Europa. Número 1 brasileiro no lançamento de dardo, Pedro é apoiado pelo Governo do Amazonas e faz parte do quadro da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), por meio do projeto Amazonas nas Olimpíadas de Paris 2024.</p>

<p>Na última semana, o atleta recebeu seu novo dardo de 90 metros de alcance, doado pelo Governo do Estado e o único modelo desse tipo da América latina. Promessa para as Olimpíadas de Paris 2024, nasceu em Manaus, mas foi na ilha da magia, na cidade de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) que o recordista brasileiro de lançamento de dardo deu seus primeiros passos na vida e no atletismo.</p>

<p>“É uma felicidade, é motivo de orgulho ver o Pedro Nunes agarrando todas as oportunidades que aparecem e ver o apoio que o Governo do Amazonas tem dado aos atletas para gerar resultados como esse. Ele é talentoso e muito dedicado, e temos certeza de que levará o nome do Amazonas para mundo”, disse o governador do Amazonas, Wilson Lima.</p>

<p>O atleta iniciou sua trajetória aos 13 anos de idade, suas habilidades em várias modalidades do atletismo já chamavam a atenção para o alto rendimento. Pedro Nunes teve experiência na corrida, em salto à distância e arremesso de peso, mas foi no lançamento de dardo que se identificou. Pedro ganhou destaque em jogos escolares de Parintins e campeonatos amazonenses, até chegar ao brasileiro.</p>

<p>Atualmente, com 23 anos de idade, Pedro Henrique Nunes é o recordista brasileiro de lançamento de dardo, quando alcançou a marca de 83,89 metros no Grande Prêmio do Brasil (GP Brasil), no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa Marechal Mário Ary Pires (COTP), em São Paulo (SP), alcançando a sétima melhor marca mundial.</p>

<p>Há menos de 1,61 metros de atingir a marca que garante uma vaga nos próximos Jogos Olímpicos, o atleta está motivado para o ano de competições. “Estou muito feliz com os resultados alcançados e ter o apoio do Governo do Amazonas nos faz acreditar que podemos chegar ainda mais longe. Estou em busca da minha vaga para a próxima Olimpíada e acredito que, assim como eu, outros amazonenses são capazes de representar muito bem o Amazonas”, disse Pedro Nunes.</p>

<p>Durante o lançamento do Edital de Seleção Pública do Bolsa Esporte Estadual 2023 e do projeto Amazonas nas Olimpíadas de Paris 2024, Pedro Nunes recebeu um cheque no valor de R$ 16 mil, das mãos do governador Wilson Lima para compra do dardo de 90 metros que garante um melhor desempenho em provas, tendo em vista que seu dardo de treinamento era de 85 metros. O atleta realiza seus treinamentos de lançamento e de força (musculação) na Vila Olímpica de Manaus.</p>

<h2><strong>Representantes nas Olimpíadas</strong></h2>

<p>O primeiro brasileiro a competir no dardo foi Willy Seewald em Paris-1924, que terminou em 18º lugar, com 49,39 metros. Heitor Medina competiu em Los Angeles-1932 terminando em 11º lugar, com 58 metros.</p>

<p>O país só voltou a ter um competidor na prova em casa. Júlio César de Oliveira tinha batido o recorde nacional, em 2015, com 83,67 metros e atingiu o índice para os Jogos da Rio-2016. Na qualificação, ele marcou 80,49 metros, terminando em 16º lugar e sem vaga na final.</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado