Matérias
Economia

Alta inflação e aumento das taxas de juros podem diminuir voos na Europa

Companhia aérea Ryanair reportou lucros no primeiro trimestre, mas CEO mostra preocupação com a demanda no segundo semestre devido às tendências macroeconômicas

Escrito por
Thiago Freire
July 24, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

A Ryanair, a maior companhia aérea da Europa em número de passageiros, alertou sobre a possibilidade de uma reversão na demanda por viagens no segundo semestre do ano devido à alta inflação e ao aumento das taxas de juros. A empresa enfatizou que está preocupada com o impacto dessas tendências macroeconômicas, que podem afetar os gastos dos consumidores nos próximos meses.

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary, fez o alerta em um vídeo publicado recentemente. Apesar de a companhia ter reportado lucros no primeiro trimestre de 663 milhões de euros (cerca de R$ 3,13 bilhões), quase quatro vezes mais do que no mesmo período do ano passado, o executivo ressaltou a importância de estar atento às mudanças no cenário econômico.

No último trimestre, as tarifas médias de voos na Ryanair tiveram um aumento de 42%, impulsionadas pelas festividades da Páscoa e pela coroação do Rei Charles III. No entanto, a empresa observou uma redução nas tarifas no final de junho e início de julho.

Com a inflação mais alta e o aumento das taxas de juros, O’Leary afirmou que a companhia aérea pode precisar reduzir os preços das passagens para atender às metas de crescimento de passageiros. Apesar disso, ele se mostrou confiante de que os preços mais baixos característicos da Ryanair permitem um crescimento sustentável mesmo em tempos de recessão.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas