Matérias
Amazônia

Alexandre Pires é investigado por garimpo ilegal em terra Yanomami

O cantor foi alvo de um mandado de busca e apreensão, enquanto se apresentava em um cruzeiro

Escrito por
Letícia Misna
December 5, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

Nesta segunda-feira (4), o cantor Alexandre Pires foi alvo de um mandado de busca e apreensão, enquanto se apresentava em um cruzeiro. O cantor está sendo investigado pela Polícia Federal por participar de um esquema de garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami, região localizada entre os estados do Amazonas e Roraima.

De acordo com a PF, Alexandre teria recebido dois depósitos, de R$ 357 mil e R$ 1 milhão, de uma mineradora que retira cassiterita ilegal da região. O cantor também teria feito uma transferência, atípica, de R$ 160 mil para a mineradora.

O inquérito policial indica que o esquema seria voltado para a “lavagem” de cassiterita retirada ilegalmente da TIY, no qual o minério seria declarado como originário de um garimpo regular no Rio Tapajós, no Pará, e supostamente transportado para Roraima para tratamento. As investigações apontam que tal dinâmica ocorreria apenas no papel, já que o minério seria originário do próprio estado de Roraima.

“Foram identificadas transações financeiras que relacionariam toda a cadeia produtiva do esquema, com a presença de pilotos de aeronaves, postos de combustíveis, lojas de máquinas e equipamentos para mineração e laranjas para encobrir movimentações fraudulentas”, informou a PF em nota.

Alexandre Pires ainda não se manifestou sobre o caso.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas