Matérias
Segurança

Agentes de fiscalização serão equipados com câmeras nas fardas

Os serviços foram contratados pelo Detran-AM por R$ 119,730 milhões

Escrito por
Rhyvia Araujo
January 13, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

Câmeras corporais para gravar as abordagens passarão a compor o uniforme de agentes de fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). Os novos equipamentos serão instalados tanto na farda dos fiscais, quanto em veículos da corporação. A medida foi divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) na última terça-feira (9).

Com o investimento o Detran-AM adquiriu um ônibus e dois furgões (com cabine e carroceria em aço), com softwares de reconhecimento facial e de monitoramento de placas em tempo real, além de computadores com acesso à internet.  Os serviços foram contratados pelo Detran-AM por R$ 119,730 milhões.

De acordo com o termo de referência (projeto básico), o ônibus e os dois furgões terão diversos equipamentos que irão possibilitar a fiscalização nas ruas, incluindo câmeras, drones, aparelhos celulares, radares e medidores de concentração de álcool. As fiscalizações serão nos moldes da Operação Impacto, iniciada no início deste mês na capital amazonense.

Os veículos terão câmeras com reconhecimento facial. Elas poderão, por exemplo, detectar o número de pessoas em uma área e gerenciar filas. Também deverão ser capazes de detectar e rastrear uma ou várias pessoas, mesmo quando parcialmente obstruídas.

“O reconhecimento facial deve detectar rostos em um vídeo e realizar o reconhecimento em um banco de dados de 100.000 sujeitos em menos de 100 milissegundos, com uma precisão de 99.87%”, diz trecho do projeto básico.

Os ônibus também terão sistema de monitoramento de placas e vigilância remota em tempo real. Os agentes irão saber quais veículos estão irregulares.

O termo de referência prevê ainda que a empresa irá fornecer “body câmeras” (câmeras corporais), com microfone, alto-falante e wi-fi/4G. Os equipamentos são instalados no fardamento para gravar as abordagens.

“As câmeras deverão ser de uso individual e portátil, junto ao fardamento. Deverá possibilitar a gravação de vídeo com áudio, captura de fotos e gravação de áudio”, diz trecho do projeto básico.

Além de notebooks, roteadores, monitores e impressoras, a empresa deverá fornecer reboques com painel de mensagem variável. O equipamento será usado para ações de educação no trânsito.

Com o sistema contratado, o governo pretende garantir “maior eficiência e eficácia nas ações voltadas para a segurança viária e o cumprimento das responsabilidades institucionais”.

Entre os serviços previstos no projeto básico estão a implementação de alternativas para facilitar e resolver débitos veiculares em aberto. Atualmente, conforme o Detran, já é possível fazer o pagamento do licenciamento em atraso por meio do cartão de crédito ou débito. O procedimento, no entanto, é feito em tendas.

Constam, ainda, na lista de serviços as autuações itinerantes para coibir infrações de trânsito, campanhas educativas e o monitoramento do tráfego.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas