Matérias
Política

Agente da PF diz que grampeou a cela de Alberto Youssef

O delegado responsável disse que não havia alvará para o grampo

Escrito por
Lucas Albarado
June 5, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>O agente da Polícia Federal (PF), Dalmey Fernando Werlang, disse que foi responsável por colocar uma escuta na cela do doleiro Alberto Youssef, durante as investigações da Operação Lava Jato. O delegado Igor Romário, responsável pela instituição à época, desmentiu a versão apresentada pelo policial. </p>

<p>Em depoimento, o denunciante disse que resistiu a ordem, questionando se a decisão estava dentro dos limites da lei, recebendo como resposta do delegado “Pior que não”. </p>

<p>De acordo com ele, o aparelho de gravação foi instalado por dentro do forro da cela, e que o material captado era baixado a cada 24h e encaminhado as autoridades.</p>

<p>Após o grampo ter sido descoberto pelos presos, uma sindicância foi aberta para apurar a situação, investigação interna que não convocou Werlang para depor. </p>

<p>Alberto Youssef denunciou que estava sendo grampeado, em 2014, mas a Lava Jato negou a informação. A instituição disse que o aparelho encontrado estava lá desde a prisão de Fernando Beira-Mar e que não foi instalado para espionar o doleiro.</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas