Matérias

Academia Brasileira de Letras insere oficialmente a palavra “dorama” à língua portuguesa

O Brasil é um dos maiores consumidores de dorama, com vários disponíveis em serviço de streaming e até mesmo na TV aberta

Escrito por
Letícia Misna
October 25, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

Na terça-feira (24), a Academia Brasileira de Letras (ABL) adicionou oficialmente a palavra “dorama” ao vocabulário da língua portuguesa. O termo, que vem da pronúncia japonesa para “drama”, é utilizado para referir-se a séries produzidas no leste asiático, que ganharam bastante popularidade no Brasil nos últimos anos.

A ABL classificou a palavra como “substantivo masculino”, e definiu como “obra audiovisual de ficção em formato de série, produzida no leste e sudeste da Ásia, de gêneros e temas diversos, em geral com elenco local e no idioma do país de origem”.

“Os doramas foram criados no Japão na década de 1950 e se expandiram para outros países asiáticos, adquirindo características e marcas culturais próprias de cada território. Para identificar o país de origem, também são usadas denominações específicas, como, por exemplo, os estrangeirismos da língua inglesa J-drama para os doramas japoneses, K-drama para os coreanos, C-drama para os chineses”, contextualizou historicamente a Academia.

DORAMAS

Os doramas têm ganhado o mundo, principalmente aqueles produzidos na Coreia do Sul. O Brasil é um dos maiores consumidores das obras, e hoje em dia possui vários dublados em português, disponíveis  no catálogo da Netfix e demais serviços de streaming.

A febre dos doramas chegou até mesmo à TV aberta, com alguns títulos sendo exibidos pela Rede TV!.

Entre os títulos de maior sucesso estão “Pousando no Amor”, “Round 6”, “Uma Advogada Extraordinária”, “Pretendente Surpresa”, “A Lição”, “Goblin”, “Hotel del Luna”, “Descendentes do Sol” e outros.

No items found.
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado