Matérias
Esporte

A terra dos índios, ainda bem!

"Estamos às vésperas de um jogo decisivo e importante para o Nacional Futebol, válido pela partida de ida das oitavas de final da série D"

Escrito por
Larissa Balieiro
August 18, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

Estamos às vésperas de um jogo decisivo e importante para o Nacional Futebol, válido pela partida de ida das oitavas de final da série D. O Leão vai encarar o Bahia de Feira e terá que reverter um placar adverso de 2 a 0 para avançar ao jogo do acesso. O cenário do futebol facilmente deveria ser a tônica aqui mas, vou falar sobre as falas xenofóbicas que membros da delegação azulinada foram alvos lá em Feira de Santana.

Após o jogo e o resultado negativo, torcedores do Bahia de Feira proferiram palavras do tipo: “voltem para a selva, seus índios”, “vocês comem na selva”. Vários comentários deste em tom de chacota e carregado de preconceito.

Pois é, teve quem defendesse a atitude da torcida do Bahia de Feira baseada na narrativa inventada que o time do Nacional zombou da morte do atacante Deon, após uma foto tradicional do rachão ter sido postada nas redes sociais do clube amazonense em que os atletas aparecem simulando um velório, que no caso do contexto da foto era sobre o time adversário do rachão que estava “morto”, já que perdeu o duelo e não sobre a fatalidade da morte do camisa 9 do Bahia de Feira. Fato infeliz e postado em situação inadequada para a postagem. Aliás, erro assumido e esclarecido porém, nada perdoado pelo tribunal da internet da perfeição.com.br. Ainda teve a fala de pessoas desejando a queda do avião do time do Nacional após a derrota.

O que destaco aqui são os fatos: Nacional não tripudiou de nenhuma morte. São pessoas ali, profissionais e seres humanos. Porém, recebeu muito ataque xenofóbico em Feira de Santana. E infelizmente, não foi a primeira vez. Pior de tudo isso, quem deveria zelar e ir contra esse tipo de atitude aos clubes amazonenses fora da sua região, sequer se manifestou: no caso a Federação Amazonense de Futebol, a FAF. Até porque a CBF, Confederação Brasileira de Futebol só defende o que for de seu interesse. E pelo visto, ter um time do norte no topo, nunca foi algo vistoso para eles.

O que quero dizer aqui e reafirmar é que ser do Amazonas é motivo de orgulho para todos nós. Vivemos numa região diversificada, rica e cheia de história. Todos dizem abraçar a Amazônia, mas poucos se dispõem a conhecê-la. 

Ainda bem que somos desta terra!

Ainda bem que somos de origens e traços indígenas!

Ainda bem que temos no nosso quintal a maior extensão em floresta amazônica!

Ainda bem que somos amazônidas!

Foto: João Normando/Agência LB

O futebol amazonense pode ser Nacional, Amazonas, Manaus, São Raimundo, Fast, Rio Negro, Manauara, Parintins, Princesa do Solimões ou o que for. A gente sempre vai defender nossas raízes!

Neste sábado o Nacional entra em campo para brigar por uma classificação, mas também para enaltecer a cultura e o orgulho de sermos da SELVA!

Beijos,

Larissa Balieiro

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas