Matérias
Esporte

A reviravolta dos Luizinhos

"Esse duelo vai marcar um confronto direto de Luizinhos que passaram pelo futebol amazonense"

Escrito por
Larissa Balieiro
October 13, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

Neste domingo (15), o Amazonas entra em campo diante do Brusque-SC para o jogo de ida da final da série C do Campeonato Brasileiro. Esse duelo vai marcar um confronto direto de Luizinhos que passaram pelo futebol amazonense. 

De um lado, Luizinho Vieira no comando do Amazonas e do outro, Luizinho Lopes no comando do Brusque. Ambos treinaram o Manaus FC em 2020/2021. Vieira chegou ao Gavião em 2021 e comandou apenas alguns jogos, ele chegou inclusive após a saída de Lopes que retornou na sequência e foi campeão amazonense. A ironia do futebol os colocará frente a frente e agora com o currículo de acesso à série B registrado. Enquanto o ex-clubes dos técnicos amargou um rebaixamento à série D este ano. 

Diante dos fatos, considero uma reviravolta para ambos. Com Vieira mais ainda, visto que na sua passagem pelo Manaus foi massacrado após um início de ano tenso em meio a pandemia. Luizinho Vieira ficou marcado como o cara que foi goleado por 6 a 2 pelo Remo na Copa Verde e por ter perdido o estadual para o Penarol nos pênaltis, um estadual com 13 dias de duração e adaptado devido a pandemia. Não durou mais que dias no comando do Gavião. Já o Luizinho Lopes chegou bem no começo da primeira temporada de série C do Manaus em 2020, também em plena pandemia. Não conseguiu classificar o time no primeiro ano de série C e saiu ao término da temporada. Ele voltou ao comando justamente em 2021, após a saída de Luizinho Vieira e fez o estadual daquele ano onde foi campeão. Após o título, pediu para sair. Na verdade, ele quis sair bem, com uma boa impressão. Uma melhor da que o guardou na sua primeira passagem. 

Os dois Luizinhos, após saírem do Manaus passaram por outros clubes. Vieira estava no Ypiranga e comandou o Confiança nesta temporada. Já Lopes, também passou pelo Confiança  mas também comandou a Jacuipense até chegar ao Brusque em 2022. Quis o destino que eles, após a trajetória no futebol amazonense, se reencontrassem agora numa final importante.

Agora se eu falar pra vocês que tem mais uma ironia do destino, na verdade eu chamaria de coincidência mesmo. Em 2019, o Manaus subiu para a Série C e fez a final adivinha com quem? Brusque. O Gavião perdeu nos pênaltis o título brasileiro em plena Arena da Amazônia. Agora, outro time amazonense cruza o caminho do Brusque, e desta vez o jogo da volta será em Santa Catarina. 

Será que daremos o troco? Será que o Amazonas vai lá dentro da casa do Brusque pegar a taça de campeão brasileiro? Eu diria que seria uma ousadia hein?! Mas antes, tem jogo domingo para duelar na Arena da Amazônia. Vamos torcer!

Que o destino e os deuses do futebol desta vez, estejam com a gente! 

Beijos,

Larissa Balieiro 

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas