Matérias
Ciência e Tecnologia

A Inteligência Artificial pode mudar o ambiente corporativo?

Uma mudança no mercado de trabalho foi iniciada. Mas qual o impacto da IA no âmbito profissional? Continue lendo e entenda.

Escrito por
June 20, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>A <a href="https://diariodacapital.com/?s=inteligencia+artificial" target="_blank" rel="noreferrer noopener"><strong>Inteligência Artificial</strong> (IA)</a> certamente é um avanço tecnológico, ela permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana, indo além da programação de ordens específicas para tomar decisões de forma autônoma, baseadas em padrões de bancos de dados. Com isso, tem impactado à sua maneira o mercado.</p>

<p>O futuro da IA aponta para uma tecnologia cada vez mais transparente, eticamente construída e que faz parte de tarefas do dia a dia, no trabalho ou na nossa vida pessoal, aumentando nossas capacidades cognitivas.</p>

<h2>Conheça os tipos de IA</h2>

<p>A inteligência artificial possui 7 classificações que são determinadas por dois pontos: sua capacidade e a sua classificação técnica.</p>

<p>A capacidade está relacionada ao nível de inteligência da IA, isto é, a sua habilidade em executar funções semelhantes às humanas. E essas habilidades são divididas em quatro:</p>

<ul><li><strong>Máquinas reativas:</strong> são as formas mais antigas de inteligência artificial, que não possuem funcionalidade baseada em memória;</li><li><strong>Memória limitada:</strong> conseguem aprender com base em dados históricos;</li><li><strong>Teoria da mente:</strong> esse é o próximo nível de sistemas de IA que encontra-se em andamento;</li><li><strong>“Autoconsciente”:</strong> a IA autoconsciente é uma formulação hipotética, que conseguirá compreender e evocar emoções, necessidades, crenças e, potencialmente, desejos próprios.</li></ul>

<!-- wp:heading {"level":3} -->

<h3><strong>Já em relação à classificação técnica, devemos nos concentrar em três:</strong></h3>

<ul><li><strong>Inteligência artificial estreita (ANI):</strong> representa toda a IA existente, em que só pode realizar uma tarefa específica;</li><li><strong>Inteligência geral artificial (AGI):</strong> se refere à capacidade da inteligência artificial geral aprender, perceber, compreender e funcionar completamente da mesma forma que um ser humano;</li><li><strong>Superinteligência artificial (ASI):</strong> pode replicar a inteligência multifacetada dos seres humanos, possui uma memória maior, analisa dados rapidamente e possui capacidades de tomada de decisão.</li></ul>

<h2>Quais são seus benefícios?</h2>

<p>Segundo a TOTVS, a IA possui alguns benefícios como:</p>

<p><em>Melhora na tomada de decisão</em>, pois pode auxiliar na simplificação de processos de análise, então, é útil para uma empresa que preza pela tomada de decisão baseada em dados.</p>

<p><em>Proporciona comodidade e escalabilidade</em>, pois é capaz de empregar algoritmos para realizar segmentações mais precisas, sugerindo mercadorias sintonizadas com os perfis de consumidores analisados, aumentando as chances de se desenvolver boas estratégias comerciais. Além disso, a IA também tem alto nível de replicabilidade de processos e isso assegura que qualquer fluxo de trabalho se torne escalável. Inclusive, a obtenção de informações relevantes de relatórios também pode se tornar mais rápida.</p>

<p><em>Aumento da automação</em> de atividades lógicas, analíticas e cognitivas, gerando maior velocidade no tratamento de informações.</p>

<p>Otimização do atendimento ao público, de acordo com a Forrester, 89% dos chatbots são úteis ou muito úteis na personalização das interações com os clientes, impactando sua qualidade. Entre outros benefícios.</p>

<p>Com isso, a tecnologia de IA tem impulsionado o desempenho e a produtividade das empresas, automatizando processos ou tarefas que antes exigiam energia humana.</p>

<p>De acordo com pesquisas, existem muitas aplicações da Inteligência Artificial nas empresas, em diferentes segmentos. <strong>Confira as principais:</strong></p>

<ul><li><strong>Gestão Financeira: </strong>na gestão das finanças, a IA pode auxiliar na tomada de decisões e na prevenção de fraudes. Além de automatizar cálculos de preços, avaliar retornos de investimentos e desempenhar um papel crucial na prevenção de fraudes, a tecnologia otimiza seguros, crédito e análise de risco.</li><li><strong>Recursos Humanos (RH): </strong>no RH, a IA simplifica o onboarding (o<em>u socialização organizacional é o termo americano para o mecanismo pelo qual novos funcionários adquirem os conhecimentos, habilidades e comportamentos necessários para se tornarem membros organizacionais eficazes e internos</em>) e aumenta o valor do funcionário. Ela pode redirecionar os funcionários de tarefas repetitivas para atividades com maior valor agregado, automatizando operações que exigem análise e raciocínio mínimos.</li><li><strong>Marketing: </strong>a IA pode auxiliar a mapear tendências, analisar comportamentos e aprimorar o atendimento ao cliente. Ela também ajuda a identificar tendências, comportamentos e oportunidades, além de antecipar as demandas dos consumidores.</li><li><strong>Mecanismos de segurança: </strong>ao implementar mecanismos de segurança orientados por IA, as organizações podem proteger efetivamente seus ativos valiosos e suavizar riscos potenciais.</li></ul>

<p>Segundo estudo, de modo geral, ocupações ligadas à programação e escrita são mais suscetíveis a serem automatizadas:</p>

<p>100%: <em>contabilista e auditor, matemático, jornalista , assistente administrativo, secretário jurídico.</em></p>

<p>Entre 90 e 100%: <em>engenheiro de blockchain (97,1%), secretário de correspondência (95,2%), taquígrafo e legendadores (92,9%) e revisor (90,9%).</em></p>

<p>Abaixo de 90%: <em>pesquisador de mercado (84,4%), intérprete e tradutor (82,4%), especialista em relações públicas (80,6%) e escritor (82,5%).</em></p>

<h2>Mas afinal, a IA pode roubar o seu emprego?</h2>

<p>Como apontado nos dados acima, a IA pode tornar o ser humano mais produtivo, liberando profissionais de determinadas tarefas mecânicas e repetitivas para que possam usar o máximo de sua capacidade para criar e inovar em outros setores. Uma mudança no mercado de trabalho foi iniciada e com isso, é possível que algumas vagas sejam extintas no futuro.</p>

<p>No entanto, acredita-se que ela pode ser uma boa aliada para o seu ofício, então, o desafio hoje é aprender a usar a ferramenta de maneira sábia, para somar com suas próprias habilidades. <em>“Combinada com a capacidade humana, pode impulsionar pessoas a fazerem coisas incríveis”.</em></p>

<p>Um professor da UnB no departamento de administração e pesquisador da influência da automatização no mercado de trabalho, fez uma pesquisa em 2019 que levava em conta como a automatização afetaria o mercado de trabalho do Brasil. E diz:</p>

<blockquote class="wp-block-quote"><p><em>A tecnologia não vem para eliminar os trabalhos, mas adicionar uma camada de transformação. Aquilo que é rotineiro, repetitivo e que exige pouco exercício cognitivo, o computador vai fazer por nós.</em></p><cite><strong>Pedro Albuquerque</strong></cite></blockquote>

<p>Ele corrobora com a tese que a IA veio para somar e não subtrair. Sendo assim, segundo ele, a tecnologia pode facilitar o seu trabalho, mas não irá tomar o seu lugar.</p>

<p>E para você, a inteligência artificial chegou para “roubar” o seu trabalho? Ou acredita que ela veio para somar, pois apesar de tamanha tecnologia, ainda é necessário o exercício cognitivo humano?</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas