Matérias
Mundo

12 anos de luta: 90% da população vive na pobreza

O país vem passando por uma das maiores crises de deslocamento do mundo, com 6,8 milhões de desalojados e 6,6 milhões de refugiados.

Escrito por
Rhyvia Araujo
March 14, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Leia Também

<p>Exatamente no dia 11 de março de 2011, a Síria foi marcada pelo início das violações dos direitos humanos. Com inflações que chegaram de 90% a 140%, a situação alarmante rapidamente se escalou para um conflito armado. Após 12º ano desde o início do conflito sírio, representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), fazem apelo ao mundo e expressam preocupação com a perda de vida, abusos e o sofrimento de milhões de pessoas.</p>

<p>“A situação síria é insustentável e sua continuação desafia a humanidade e a lógica”, afirma o enviado especial de alerta e secretário-geral, Geir Pedersen. O representante também reforçou que é necessário iniciar um processo de negociação política paralelamente ao cessar-fogo, em conformidade com a <a href="http://unscr.com/en/resolutions/doc/2254">resolução 2254</a> do Conselho de Segurança.</p>

<h2>Limite da sobrevivência </h2>

<p>Em meio ao colapso da crise econômica, serviços básicos, surto de cólera, alta dos preços dos alimentos e da energia, representantes humanitários destacam que o conflito deixou milhões de pessoas no limite de sobrevivência.</p>

<p>Segundo dados da ONU, após 10 anos de conflito, 30% da população total está deslocada, incluindo 2,7 milhões de pessoas no noroeste do país. Na última década, muitos estavam em constante estado de fuga. Perto de 25% dos deslocados internos da Síria foram forçados a fugir pelo menos quatro vezes. Ao mesmo tempo, cerca de 5,6 milhões de pessoas residem em campos de refugiados ou centros urbanos nos países vizinhos como Turquia, Iraque, Jordânia, Líbano e Egito. No total, existem refugiados sírios em mais de 100 nações.</p>

<p>O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, ressalta a realidade de menores que abandonaram seus lares e tiveram a escolaridade interrompida por causa da guerra. O acesso aos cuidados de saúde e a outros serviços essenciais também é limitado.</p>

<p>Ainda de acordo com a ONU, na Síria 90% das pessoas vivem em condições precárias com quase 7 milhões de crianças carecendo de assistência humanitária, com a piora da situação econômica e a falta de alimentos, combustível e eletricidade. A Síria precisa ainda de itens básicos como banheiros, produtos de limpeza e mantimentos.</p>

<h2>Apelo humanitário:</h2>

<p>A situação foi agravada com o impacto de terremotos que atingiram o sul da Turquia e o norte da Síria no dia 6 de fevereiro de 2023. Equipes de emergência, de busca e resgate, foram mobilizadas para avaliar e priorizar as necessidades urgentes. </p>

<p>Você pode contribuir com doações acessando o <a href="https://crisisrelief.un.org/turkiye-syria-earthquake-appeal?_gl=1*d04uw2*_ga*NzY0OTYyODkzLjE2Nzg5MDEzMDc.*_ga_TK9BQL5X7Z*MTY3ODkwMTMwOC4xLjEuMTY3ODkwMjkyOS4wLjAuMA..">site</a>.</p>

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas